AgronegócioPolítica

Edilázio Wanderley avalia importância da criação de um distrito de irrigação no Projeto Pontal

O superintendente da 3ª SR em Petrolina promoveu um diálogo sobre esse tema nesta quarta,13, com a presença dos irrigantes e a efetivação da entidade com a primeira assembleia e formação da diretoria.

O superintendente regional da Codevasf em Petrolina, Edilázio Wanderley de Lima Filho, reforça a necessidade de participação dos usuários de água do Pontal para a criação do Distrito como uma maneira de fortalecer o processo de gestão do projeto. Nesta quarta, 13/12/23, irrigantes e Codevasf estiveram juntos numa assembleia concretizando a criação do Distrito de Irrigação do Projeto Pontal.

“Promovemos a Assembleia Geral para a criação do Distrito de Irrigação do Projeto Pontal. Com a nossa chegada na 3.ª SR da Codevasf, assumimos entre uma de nossas missões priorizar a conclusão de todo o Projeto Pontal. Estamos nos esforçando diariamente para cumprir essa meta até o ano de 2026″, disse Edilázio em um post em suas redes sociais.

O ato ocorreu no auditório da Fundação Nilo Coelho, centro de Petrolina, sertão do São Francisco.

“A criação dessa organização de produtores é o resultado de várias reuniões e discussões realizadas entre a Codevasf e os usuários de água por meio de suas representações”, ressaltou Edilázio.

A Superintendência Regional da Codevasf em Petrolina vem desenvolvendo diversas ações para a estruturação do Projeto Pontal. O empreendimento representa um grande potencial na geração de emprego e renda na região com o uso da irrigação. Na cerimônia de criação do Distrito de Irrigação do Projeto Pontal foi aprovado o estatuto social da entidade.

‘Tivemos a posse dos integrantes dos conselhos Administrativo e Fiscal (titulares e suplentes) do Projeto Público de Irrigação. Nos próximos quatro anos faremos a cogestão do Projeto Pontal, envolvendo a Codevasf e o Conselho Administrativo eleito”, explicou o superintendente.

Edilázio frisa que a conclusão total do Projeto Pontal trará mais desenvolvimento, emprego e renda para Petrolina e região.

“Todos esses pontos destacados estão sobre o guarda-chuva de atribuições da nossa Companhia. Vamos continuar nessa toada, desempenhando o papel que nos foi confiado para ajudar o governo do nosso presidente Lula nessa caminhada de reconstruir e desenvolver nosso Brasil”, ressaltou o superintendente da 3ª SR da Codevasf.

PONTAL

O Projeto Pontal ocupa uma área total de 33.526 hectares, dos quais 6.571 são destinados à área de reserva legal. E são 7.717 hectares considerados irrigáveis. Tendo como fonte hídrica o rio São Francisco, o projeto abrange duas grandes áreas contíguas, denominadas, respectivamente, Norte e Sul, separadas fisicamente pelo riacho Pontal, afluente do rio São Francisco pela margem esquerda.

No local, já estão plantadas culturas agrícolas no ramo da fruticultura, como uva, banana, manga, goiaba, limão, além de culturas anuais, com destaque para melancia, tomate, melão e abóbora.

 

 

Por Cinara Marques redação Tribuna Nordeste 

Fonte de apuração: Portal da Codevasf e redes sociais do superintendente

Tags

Cinara Marques

Página do Portal Tribuna Nordeste que visa mostrar notícias diárias da região com foco nos estados de PE, BA e PB, Vale do São Francisco, Petrolina/PE, Juazeiro/BA e o que for importante como informação para o Brasil e o mundo. Acesse tribunanordeste.com.br e fique sempre bem informado. Mande sua sugestão no 81 9 9251-9937 ou [email protected] .

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

LUMOS
%d blogueiros gostam disto: