BahiaPolítica

Festival transforma Salvador na capital do chocolate até domingo (17)

O Centro de Convenções de Salvador, no bairro Boca do Rio, está com um brilho diferente. É que, durante quatro dias, o equipamento sedia a 3ª edição do Origem Week e o 35º Chocolat Festival 2024. Desta quinta-feira (14) até domingo (17), estão programadas várias atividades, como cozinha-show, oficinas, palestras e feira de origem, bem como ações para crianças.

Os eventos contam com investimento do Governo do Estado, por meio das Secretarias de Turismo (Setur), de Desenvolvimento Econômico (SDE), de Desenvolvimento Rural (SDR), do Meio Ambiente (Sema), do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), e de Agricultura (Seagri), além da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), Agência de Defesa Agropecuária (Adab) e Bahia Pesca.

São 230 estandes, de 194 marcas e produtores da Bahia e outros estados, expondo e comercializando itens feitos com cacau e outras matérias-primas como leite, café, pescado e artesanatos. Há, ainda, a participação de chefs de países como Angola, Bélgica e Argentina. A entrada é gratuita, porém os visitantes devem entregar 1kg de alimento não perecível, que será doado para a campanha Bahia Sem Fome.

Presente na abertura da programação, o governador Jerônimo Rodrigues destacou o papel de responsabilidade social dos eventos: “além de trabalhar para que as pessoas possam ser responsáveis pelo meio ambiente, pela vida das pessoas, visa garantir o combate à fome. Estamos falando, também, de agricultura familiar, de economia, turismo. Tudo com base no cacau”.

A MVU Empreendimentos/Grupo M21, organizadora dos eventos, estima que, nos quatro dias, um público de 28 mil pessoas passe pelo local, gerando uma receita de, aproximadamente, R$ 6 milhões em negócios. Eriela Mendes, do Centro Público de Economia Solidária (Cesol) do Território de Irecê, tem boa expectativa para o Festival. “Esperamos que as pessoas venham conhecer os nossos produtos oriundos da economia solidária. Aqui, nós temos produtos naturais, como o tempero, o mel orgânico e o artesanato em geral”, sinalizou.

O objetivo é difundir o cooperativismo e incentivar a criação de novos produtos de origem; impulsionar a revitalização da cadeia produtiva e movimentar a economia; atrair investimentos e ampliar o fluxo de visitantes/turistas para o estado; prospectar oportunidades de negócios e meios de acesso ao mercado; conhecer as ferramentas de inovação e melhoria de competitividade do setor. Ao longo da programação, diversas cadeias produtivas do Brasil apresentarão produtos de origem, gourmet e artesanais, como o “Chocolat Festival”, o “Origem Brasil”, agricultura familiar com uma diversidade de produtos, e o “Salão do Café”.

De acordo com o presidente da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), Jeandro Ribeiro, os eventos incentivam o apoio ao pequeno produtor na venda de marcas e produtos de origem: “trata-se de mais uma estratégia para fortalecer a agricultura familiar. São mais de 4 bilhões de reais investidos na agricultura familiar ao longo dos anos. As ações reunem tudo o que está sendo produzido no interior da Bahia, demonstrando claramente aqui para a população de Salvador.”

Como parte do planejamento de ampliar o fluxo de visitantes, serão promovidos os mais diversos destinos baianos. O público terá acesso a informações das 13 zonas turísticas do estado.

O secretário estadual do Turismo, Maurício Bacelar, ressalta as ações da pasta para atrair, cada vez mais, visitantes para a Bahia: “as pessoas conhecem produtos da Bahia e querem saber aonde esses produtos são produzidos. Isso gera um aumento de visitação. Então, desenvolvemos programas de capacitação e qualificação de mão de obra, obras de infraestrutura, ações de promoção e um amplo trabalho, também, de captação de voos. São estas iniciativas que têm colocado o estado na liderança do turismo nacional”.

A noite de eventos também contou com a presença da primeira-dama do estado, Tatiana Velloso, do coordenador do programa Bahia Sem Fome, Tiago Pereira, e do secretário do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Davidson Magalhães, além de deputados estaduais e federais e outras autoridades.

A próxima edição do Chocolat Festival está prevista para ocorrer de 9 a 12 de maio, em Brasília. Mas, no mês de julho, volta para a Bahia, quando, de 18 a 21, a cidade de Ilhéus sedia o evento.  (secom/ba)

Tags

Cinara Marques

Página do Portal Tribuna Nordeste que visa mostrar notícias diárias da região com foco nos estados de PE, BA e PB, Vale do São Francisco, Petrolina/PE, Juazeiro/BA e o que for importante como informação para o Brasil e o mundo. Acesse tribunanordeste.com.br e fique sempre bem informado. Mande sua sugestão no 81 9 9251-9937 ou [email protected] .

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Também

Fechar
LUMOS
%d blogueiros gostam disto: